loader
Taxista de Tramandaí é seqüestrado

Taxista de Tramandaí é seqüestrado

Um taxista de Tramandaí foi sequestrado e levado por pelo menos 400 quilômetros dentro do porta-malas do seu carro. O caso ocorreu entre a noite de domingo (3) e a madrugada desta segunda-feira (4). Segundo a Polícia Civil, o taxista faria uma corrida entre Tramandaí e Osório quando começou a ser ameaçado com faca pela dupla de criminosos que havia solicitado a viagem.
Os dois colocaram o homem dentro do porta-malas e seguiram com o táxi até Ibirubá, no Noroeste, em um percurso que durou pelo menos cinco horas. Durante a viagem passaram duas vezes por postos de gasolina sendo que em um deles deixaram o celular do taxista em garantia do pagamento da gasolina já que os criminosos não tinham dinheiro. “Pediam para desbloquear o telefone e mostravam a foto do meu filho e diziam: “olha o teu filho pela última vez”, comentou o motorista de 40 anos.
Ouvindo a conversa entre os dois ladrões, o taxista concluiu que a dupla estava passando no Litoral e pretendia voltar para casa, em Cruz Alta, no Noroeste.
O percurso ainda passou pela RS-332 e BR-153, antes de chegar à RS-233, onde a vítima foi abandonada às margens da rodovia deserta às 3h de segunda-feira. O motorista caminhou até um condomínio, onde falou com o zelador pelo interfone e conseguiu acionar a Brigada Militar.
Pelo rastreador, a BM localizou o carro e perseguiu os criminosos, que foram presos após colidirem em um muro em Cruz Alta, a 55 quilômetros de onde deixaram o motorista. Os dois homens tinham passagens pela polícia e foram detidos em flagrante por roubo e sequestro.
Após prestar depoimento e reconhecer os criminosos, o taxista voltou para casa no próprio carro, na tarde de segunda-feira. No retorno, ainda passou no posto de combustíveis de Pouso Novo, pagou a gasolina e conseguiu recuperar o celular.
Em 20 anos de profissão, foi o segundo assalto que sofreu. No primeiro, em 2016, os assaltantes levaram apenas o dinheiro das corridas.