loader
Rede hoteleira teve queda na lotação na temporada 2021

Rede hoteleira teve queda na lotação na temporada 2021

Empresários registraram diminuição na ocupação das vagas nos hotéis, em torno de 60%

O movimento de pessoas e até mesmo a circulação de dinheiro, neste verão, foi menor do que em anos anteriores, esta é a constatação de alguns empresários da rede hoteleira de Tramandaí. Eles afirmam que o fator causador desta queda foi a pandemia Covid-19 que afetou o mundo e, obviamente, também as regiões litorâneas do Estado.
Segundo o diretor do Hotel Beira Mar, Pierre Belmiro Weber este é o ano de menor movimento nos hotéis. “Nosso movimento diminui em torno de 60% neste verão, com certeza, foi o mais fraco dos últimos 30 anos. Tivemos muitas restrições, nos adequamos a todos os protocolos exigidos pela ABIH - Associação Brasileira da Indústria dos Hotéis, readaptando toda estrutura do hotel (mesas do café manhã de 3 em 3 metros), mas mesmo assim o pessoal não veio”, destacou Weber.
A ABIH - Associação Brasileira da Indústria dos Hotéis impôs regras severas aos hoteleiros, entre elas, a norma de que os apartamentos ficassem fechados por 24h, após liberados pelos hóspedes, para que só depois deste, fosse feita a limpeza – observando que os novos hóspedes só poderiam locar os quartos 48h depois desta limpeza.
A diretora do Hotel Mares do Sul, Claudia Matias Moreira salienta que a redução na ocupação do hotel foi de 60%. “Durante o Ano Novo trabalhamos com a lotação permitida, Carnaval chegou a 50%, mas durante a temporada trabalhamos com 40% da capacidade, realmente foi um verão ruim”, disse Claudia.
Não foram somente os hotéis que tiveram uma baixa no movimento, muitas lojas e os comerciantes em geral, também sofreram com a diminuição na circulação de dinheiro durante o verão, na realidade, para muitos o verão não existiu. Tramandaí recebeu muitas pessoas no Ano Novo, e um público ainda menor no Carnaval - no restante do período os empresários relatam que foi muito ruim.
Resta saber agora como vai ser a baixa temporada, afinal de contas, se a alta temporada foi ruim, a preocupação de alguns empresários agora é com a baixa temporada. O secretário de Turismo de Tramandaí, Rojoel Amaral disse que o que for possível ser feito pela Secretaria de Turismo, na baixa temporada. “Precisamos movimentar a cidade durante a baixa temporada e, depois que diminuir a circulação do Covid-19, tentaremos realizar a Festa Nacional do Peixe em um mês diferente do costumeiro, seguindo todos os protocolos de segurança exigidos pela Vigilância Sanitária. Precisamos torcer e rezar para que este problema da Pandemia passe o mais rápido possível. Se cada um fizer a sua parte no que diz respeito aos cuidados contra o coronavírus, logo retomamos o trabalho dentro da normalidade possível”, salientou Amaral.