loader
Planejamento e presença das forças de segurança garantiram carnaval tranquilo na cidade

Planejamento e presença das forças de segurança garantiram carnaval tranquilo na cidade

A organização das forças de segurança pública foi fundamental para restringir aglomerações e garantir a manutenção da ordem em Imbé durante o período de Carnaval. Assim avalia o titular da Secretaria Municipal de Segurança Pública (SEMUSP-T), Marco Antonio Emerim da Silva, um dos organizadores do conjunto de ações que envolveu a Brigada Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e a Prefeitura, através da Guarda Municipal, da Vigilância Sanitária, da Fiscalização Tributária e do Conselho Tutelar, entre as noites de sexta (12) e terça-feira (16).
O fechamento da Avenida Beira-Mar e do Guia Corrente, no Centro, e da Avenida Mariluz, no balneário Mariluz, impediu a circulação de veículos com som alto e, em consequência, as aglomerações que ameaçam a saúde pública, em tempos de pandemia da Covid-19. O município também não promoveu eventos musicais que estimulassem a concentração de pessoas, ao contrário de anos anteriores. “O resultado foi muito positivo. Tudo o que foi planejado foi executado pelo município e pelas forças de segurança pública. Podemos considerar que o objetivo foi alcançado”, avaliou Marco.
Ainda que a presença de público nas regiões parcialmente interditadas para fluxo de veículos tenha sido significativa, o secretário destaca a atuação precisa dos agentes envolvidos no planejamento, num conjunto de iniciativas que foi decisivo para o sucesso das ações. “Não tivemos confrontos e nenhum fato grave foi registrado. Inclusive a presença firme das forças de segurança garantiu um efeito positivo na imprensa do estado, que não registrou aglomerações na cidade”, complementou Marco Antonio.
O prefeito Ique Vedovato seguiu a mesma linha de avaliação e destacou a importância da parceria entre os órgãos municipais e estaduais para frear o avanço da pandemia em situações como esta. “Recebi os representantes dos órgãos de segurança e fiscalização na última semana e fui taxativo: não poderíamos permitir cenas como as que vimos no Réveillon, de pessoas aglomeradas sem qualquer ação do poder público. Felizmente as ações de conscientização e prevenção surtiram efeito e nós não tivemos registros negativos nestes cinco dias”, destacou o prefeito. “A consciência da população ainda é o fator mais preocupante. As pessoas seguem promovendo e participando de grandes aglomerações. Muitas vezes nem toda a força pública é suficiente para conter a desordem e as consequências que isso traz”, completou.

TEXTO: Talis Ramon
FOTO: Divulgação