loader
Parceria ofertará exames para mulheres de baixa renda

Parceria ofertará exames para mulheres de baixa renda

Imbé - Uma parceria entre a Prefeitura de Imbé e a Associação Beneficente Amigas da Mama do Litoral (ABAMI) prevê ajudar no combate às doenças que mais afetam as mulheres, o câncer de Mama. De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Saúde, Tierres da Rosa, a partir de junho, o Projeto ‘Saúde da Mulher Por Inteiro’ possibilitará a marcação de consultas com ginecologistas credenciados pela Abami e a marcação de exames de imagens para as mulheres do município em situação de vulnerabilidade ou de baixa renda (que recebem menos de 5 salários mínimos).
De acordo com a presidente da Associação, Daiana Gonzalez Godoy, quando o diagnóstico é precoce, a chance de sucesso nos tratamentos é muito maior. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer, o câncer de colo do útero é o terceiro tumor que mais atinge a população feminina no Brasil. Perde apenas para o de mama e o de colorretal. “Exame é capaz de reduzir em até 80% a incidência do câncer de colo de útero. Tenho certeza que essa parceria vai ajudar às mulheres de Imbé a terem acesso a exames como de mamografia, ecografia mamária e transvaginal”, ressaltou. Os principais motivos para não realizar os exames são não ter um plano de saúde e a falta de tempo.
No entanto, o secretário Tierres informa que as demais mulheres que não estejam nessas situações continuam aguardando na fila de espera pelo atendimento. “A parceria é uma ótima notícia para nosso município. A marcação funcionará em toda a primeira segunda-feira de cada mês e na hora do atendimento haverá um funcionário da Abami junto aos nossos da Secretaria na marcação da consulta, no prédio anexo (Av. Paraguassú, 2017 - Centro)”, disse  Tierres ao complementar que as consultas marcadas pela Abami serão feitas na Clínica JJ Serviços Médicos (Av. Paraguassú, 1281) e a marcação de exames na Urgemed (Av. Atlântica, 1810 - Centro, Tramandaí). “Peço para aquelas, ao marcarem, que realmente compareçam, se comprometendo, para não retirar vagas de quem está aguardando na fila. Peço a colaboração de todas”, concluiu Tierres.