loader
Menina morre vítima de atropelamento em Tramandaí

Menina morre vítima de atropelamento em Tramandaí

No último sábado (18), às 11h45 uma menina de 10 anos que andava de bicicleta foi atropelada por um caminhão, na Av. João de Magalhães, na ERS 786, que faz divisa dos bairros São Francisco e Parque dos Presidentes, em Tramandaí. A equipe do SAMU foi acionada por populares e ao chegar para o atendimento constatou a morte da menina. No momento do atropelamento o motorista do caminhão fugiu do local devido à revolta da população. O caminhão é de uma empresa de Minas Gerais.
Segundo o delegado da DP de Tramandaí, Paulo Perez o motorista se apresentou na delegacia na terça-feira (21), onde prestou depoimento contando a sua versão do ocorrido. “O motorista alegou de forma resumida que não viu a vítima, que ele foi alertado por buzinas e gritos de pessoas de que ele havia atropelado a criança. No primeiro momento o homem alega que tentou voltar, mas, como a aglomeração das pessoas era muito grande, foi aconselhado a não ir ao local sob pena de ser linchado”, salientou o delegado que já trabalha na investigação. “Após ouvir as testemunhas, fazer avaliação do laudo da perícia que será anexado aos autos - chegaremos a um resultado e saberemos exatamente o que houve, para encaminhamento e as devidas providências do Poder Judiciário. Ainda de acordo com Perez o homem não é de Tramandaí, mas está na cidade e ficará à disposição da polícia para procedimentos futuros. “Infelizmente a legislação penal é muito branda e nos casos de crimes de trânsito em casos de homicídios culposos (sema intenção de matar) não cabe a prisão em flagrante, nem de prisão preventiva ou cautelar”, destacou 
A tragédia chocou a comunidade local por se tratar de uma criança que teria sido atingida no acostamento e também, pela demora na chegada dos peritos de Porto Alegre, o que causou ainda mais sofrimento para familiares e amigos da vítima que teve morte instantânea e teve seu corpo recolhido quase 6h depois do fato.
A Delegacia de Polícia de Tramandaí segue no trabalho de investigação fazendo a oitiva das testemunhas do caso.