loader
Hospital Tramandaí está com 122% de ocupação dos leitos de UTI

Hospital Tramandaí está com 122% de ocupação dos leitos de UTI

“Estamos no topo da pandemia e caminhando para o colapso do sistema público de saúde no Estado”
Na tarde da quarta-feira (3), o diretor do Hospital Tramandaí, Genaro Figoli foi enfático em dizer o Estado está caminhando para o colapso do sistema público de saúde. “No Rio Grande do Sul estamos passando por um processo muito semelhante ao que aconteceu em Manaus. Estamos caminhando para um colapso total do sistema público de saúde. O Hospital Tramandaí está lotado e tem pacientes entubados nos pronto atendimento e na UPA aguardando leito. É muito claro pra mim que se Eu estou com o Hospital lotado e não consigo atender esta demanda, e nem a regulação do Estado consegue atender esta demanda, pra mim isto é um sintoma que indica este colapso”, salientou Figoli.
Segundo Genaro, o Hospital aumentou a estrutura, os funcionários estão trabalhando mais e, apesar do aumento em mais de 100% dos leitos de UTI, ainda há pacientes esperando leito. “Tínhamos 11 leitos de UTI e aumentamos (em cinco dias) mais 15 leitos para Covid - isto é mais do que o dobro do que tínhamos. Aumentamos os leitos sem aumentar a quantidade de profissionais, porque não se encontra profissionais no mercado, expandindo a jornada de trabalho dos nossos profissionais (630 funcionários), para fazer frente a esta demanda. E desde já quero agradecer a toda equipe do Hospital Tramandaí, pelo desprendimento em nos ajudar nesta luta”, destacou.
Ainda de acordo com Figoli, o processo de combate à pandemia está sendo feito de forma equivocada, pois todos estão atacando a consequência e não a causa. “O que temos que atacar agora, se realmente quisermos fazer frente à pandemia é atacar a causa que é a taxa de contaminação, que está com curva ascendente. As pessoas não podem mais se contaminar e só o uso de máscara, do álcool em gel e distanciamento social podem garantir isto. Não é hora de irmos à praia, não é hora da gente ir num barzinho, em baladas ou restaurantes. É a hora da gente se recolher, para que a taxa de contaminação diminua e o sistema de saúde volte a funcionar, porque nós não estamos mais em condições de funcionar”, afirma o diretor do Hospital.
Na oportunidade, Figoli fez uma homenagem a Drª Lizie Kunde (61) que perdeu a vida vítima do Covid-19, na quarta-feira (3). “Perdemos uma guerreira de sorriso amplo, uma médica sensacional, amiga, parceira, sempre ajudando todo mundo – nunca nada estava ruim para ela, que trabalhou por 20 anos no Hospital Tramandaí. Fica aqui registrada nossa tristeza e sinceros sentimentos por esta perda irreparável, e também, nossa solidariedade a todas as famílias que perderam um ente querido para este vírus tão devastador”.
Desde o início da pandemia em março 2020, 568 pessoas já faleceram em decorrência da Covid-19 na região do Litoral Norte e, até o fechamento desta edição, a média morte no País foi de 1.910 pessoas em 24h.
O vírus não escolhe idade, portanto, siga os protocolos de segurança – use máscara, faça a higienização das mãos com álcool em gel e evite sair de casa. Quando precisar sair de casa, mantenham o distanciamento social, pois é a única forma de evitar a contaminação.