loader
Estado pagará custos de 47 novos leitos de UTI no interior

Estado pagará custos de 47 novos leitos de UTI no interior

O governo do Estado repassará valores a sete hospitais gaúchos para cobrir o custo de leitos. O anúncio foi feito pelo governador Eduardo Leite nesta quinta-feira (28/5), durante transmissão ao vivo nas redes sociais. Os leitos já estão prontos – com aparelhos e equipes médica e de enfermagem à disposição –, mas ainda não foram habilitados pelo governo federal.
Para permitir o funcionamento imediato, o Executivo decidiu custear esses 47 leitos em sete hospitais de sete municípios gaúchos – Capão da Canoa, São Sebastião do Caí, São Gabriel, Espumoso, Passo Fundo, Erechim e Soledade. A diária de cada leito é de R$ 1,6 mil.
 “Estamos ampliando nossa capacidade de UTI em mais de 60%. Nosso objetivo é garantir que ninguém fique sem atendimento. Enquanto os leitos não forem habilitados pelo Ministério da Saúde, viabilizaremos esse custo”, disse Leite.
O custeio dos leitos se dará mediante a ocupação do leito – ou seja, não há pagamento prévio ou valor fechado pelo leito em si, e sim pela ocupação do leito.
No início de maio, o governador havia anunciado que o Estado faria o aporte dos recursos necessários para a habilitação de 139 leitos estaduais, distribuídos em 18 hospitais. No dia 19 de maio, o governo federal fez o repasse, em parcela única, de R$ 34,8 milhões, possibilitando a habilitação desses 139 leitos de UTI.
O restante do valor foi repassado a outros 131 leitos de hospitais com gestão plena, ou seja, sob gestão municipal.

Confira quantos leitos serão custeados em cada um dos sete hospitais:
1 leito - Hospital Santa Luzia - Capão da Canoa
5 leitos - Hospital Sagrada Família - São Sebastião do Caí
5 leitos - Hospital Santa Casa de São Gabriel - São Gabriel
5 leitos - Hospital Notre Dame São Sebastião - Espumoso
20 leitos - Hospital São Vicente de Paulo - Passo Fundo
5 leitos - Hospital Santa Terezinha - Erechim
6 leitos - Hospital de Caridade Frei Clemente - Soledade