loader
Entenda como funcionará o Ensino Híbrido nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental de Tramandaí

Entenda como funcionará o Ensino Híbrido nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental de Tramandaí

O ensino híbrido é uma das maiores tendências da educação no século XXI. Também conhecido como Blended Learning, essa metodologia tem como objetivo aliar o aprendizado presencial e o não presencial. Ele combina o que existe de melhor em cada ambiente para potencializar a experiência educativa.
Com isso, para organizarmos as aulas na rede municipal de ensino a partir do dia 1º de março, solicitamos que os pais e responsáveis pelos alunos compareçam nas escolas municipais de ensino fundamental de Tramandaí de 8 a 12 de fevereiro, para AUTORIZAR ou NÃO AUTORIZAR o retorno presencial do aluno durante o 1º semestre deste ano letivo.
Como funciona o Ensino Híbrido? 
Nesta metodologia de ensino, o objetivo é que o estudante tenha contato com o objeto de conhecimento que seria “transmitido” em sala de aula, em casa. Os momentos presenciais, portanto, em grupo, são geralmente aproveitados para tirar dúvidas, compartilhar com colegas, realizar debates, entre outras atividades que são impossibilitadas nos momentos das aulas remotas, sejam elas mediadas por tecnologias ou materiais impressos.
Neste modelo de ensino as turmas são divididas em grupos de forma a manter o distanciamento na sala de aula. Os grupos se revezarão durante o ano letivo a cada semana. Em uma semana, um grupo de alunos terá aula presencial e o outro grupo aulas remotas. Na semana seguinte, o contrário.
No entanto, as famílias e responsáveis pelos alunos podem optar pelo ensino 100% remoto em 2021. Porém, precisam se comprometer com a realização das atividades remotas!
As atividades remotas serão disponibilizadas na plataforma Google Sala de Aula e na forma impressa na secretaria da escola, todas as sextas-feiras.
Conforme estabelece o Conselho Nacional de Educação no Art. 12, § 2º da Resolução Nº 02/2020, de 10 de dezembro de 2020:
"Cabe aos pais ou responsáveis legais, em comum acordo com a escola e com as regras estabelecidas pelos sistemas de ensino, a opção pela permanência do estudante em atividade não presencial, mediante compromisso das famílias ou responsáveis pelo cumprimento das atividades e avaliações previstas no replanejamento curricular."