loader
Departamento de Proteção Animal resgata cão vítima de maus tratos

Departamento de Proteção Animal resgata cão vítima de maus tratos

Uma denúncia anônima resultou no resgate de uma cadela de cinco meses vítima de maus-tratos no balneário Albatroz, em Imbé, na tarde da sexta-feira (22). Na ocasião, a Guarda Municipal e Polícia Civil foram acionadas pelo Departamento de Proteção Animal (DEPAN), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Pesca, Proteção Animal e Agricultura (SEMMAPA). O tutor foi identificado e responderá criminalmente.
Conforme o relato feito pelo DEPAN e inserido no laudo técnico assinado pela médica veterinária do município Kennya Masiero Souto Maior, uma denúncia levou servidores do órgão municipal ao local, no final de janeiro. Lá encontraram o cão sem água disponível, preso a uma corrente de aproximadamente 60 centímetros e com muitos carrapatos. Como não havia ninguém na residência, uma notificação solicitando que o tutor procurasse a Prefeitura foi deixada no local.
Sem resposta, a equipe voltou dias depois, quando o tutor do animal recebeu os servidores e a cadela foi medicada para ectoparasitas. Agentes da Guarda Municipal, que acompanhavam a ocorrência, contataram a Vigilância Sanitária para solicitar a dedetização do pátio. O homem foi notificado e se comprometeu a atender as solicitações apresentadas, entre elas a disponibilização de água e uma coleira do tipo vai-e-vem, com guias retráteis para permitir o movimento, já que o pátio da residência é aberto e amplo. Mas, duas semanas depois, em nova visita, o DEPAN constatou que os pedidos não foram atendidos. “Ele se recusou a atender as nossas solicitações. Diante da negativa, exercemos o resgate do animal que se encontrava em situação de maus-tratos”, revela Giovana Ghidini, diretora do Departamento. O homem responderá por infração a Lei 9.605/98, a Lei de Crimes Ambientais, que prevê pena de detenção de três meses a um ano e multa a quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos e domesticados. O caso será acompanhado pela Delegacia de Polícia Civil de Imbé.
O Departamento de Proteção Animal atende no Prédio Anexo I da Prefeitura. Contatos podem ser feitos pelo telefone (51) 3627-8555.