loader
Condenado a pena máxima homem que matou a facadas ex-companheira em São Nicolau

Condenado a pena máxima homem que matou a facadas ex-companheira em São Nicolau

Crime aconteceu em dezembro de 2018. José Valnes Silva Siqueira foi condenado a 45 anos em regime fechado, pena máxima para o crime.

A Justiça do Rio Grande do Sul condenou José Valnes Silva Siqueira, de 39 anos, a 45 anos de prisão em regime fechado por homicídio quadruplamente qualificado. O réu matou a ex-companheira a facadas, em dezembro de 2018, na cidade de São Nicoloau, no Noroeste do RS. Ele não poderá recorrer em liberdade.
Segundo decisão do juiz Thiago Dias da Cunha, do Tribunal do Júri de São Luiz Gonzaga, determinada na quarta-feira (16) e divulgada nesta sexta (18), o homem recebeu a pena máxima para o crime. José foi acusado por feminicídio, motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da ofendida, além de descumprimento de medida protetiva de urgência.
"O caso presente configura o mais típico caso de violência doméstica contra a mulher, aquele justamente que o legislador buscou prevenir com a criação do tipo penal feminicídio”, aponta o magistrado em decisão.

Relembre o caso
Natiele de Ávila Aleixo Siqueira foi morta a facadas pelo ex-companheiro em 11 de dezembro de 2018, no bairro Timbaúva, em São Nicolau.
Segundo a Justiça, o condenado abordou Natiele pedindo para reatar o casamento, e após a resposta negativa, ele começou a esfaqueá-la.
"Desferiu brutalmente 19 golpes de faca na companheira", afirma o juiz em decisão que condenou José Valnes Silva Siqueira.
Ela chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital. Natiele Avila deixou dois filhos.