A administração Municipal de Tramandaí, através da Secretaria de Turismo e Desporto, informa que o cantor de reggae gaúcho Armandinho será uma das atrações da 26ª Festa Nacional do Peixe. Ele subirá na Arena de shows, do Centro de Eventos, nesse sábado (11), às 22h30.

Natural de Porto Alegre, Armandinho começou a carreira solo em 1996. Mas só em 2001 que lançou o primeiro CD, intitulado  “Armandinho”. Com musicas como “Folha de Bananeira” e Ursinho de Dormir”, o  músico tornou-se, rapidamente, ícone do reggae gaúcho. Mas foi com a canção “Desenho de Deus”, do disco “Casinha”, que ele alcançou sucesso de âmbito nacional. Na Festa Nacional do Peixe, além dos grandes hits como “Ursinho de dormir, “Balanço da Rede” e Semente”, ele apresentará músicas de seu mais novo álbum Sol Loiro.

Com de 19 anos de carreira, 5 álbuns lançados, inúmeros sucessos nacionais e uma legião de fãs construída ao longo dos anos, Armandinho é considerado hoje como um dos grandes nomes do reggae brasileiro.

Para mais informações sobre as atrações da Festa Nacional do Peixe, que acontece até 19 de julho, ligue para o número da Secretaria Municipal de Turismo e Desporto (51)3684.3176 ou (51) 3685.9057.

 

BOXE

Confira os Pontos de venda de ingressos

Vendas Online: www.eventicket.com.br

Lojas Benoit

Tramandaí: Av. Fernandes Bastos, 664- Centro- Fone: (51)36841075

Porto alegre: Av. Azenha, 1008- Bairro Azenha- Fone: (51)32194522

Av. Assis Brasil, 2522- Bairro Passo d’areia- Fone: (51)33371280

Osório: Rua Marechal Floriano, 1046- Centro- Fone: (51)36636003

Capão da Canoa: Av. Paraguassu, 2519-Centro- Fone: (51)36254988

Santo Antônio da Patrulha: Rua Francisco Jose Lopez, 45- Centro- Fone: (51)36621977

Gravataí: Rua Anapio Gomes, 1586- Centro- Fone: (51)34213094

Publicado em Tramandaí

 

 

A Administração Municipal de Tramandaí, através da Secretaria de Turismo e Desporto, traz o cantor sertanejo Gusttavo Lima que será uma das atrações da 26ª Festa Nacional do Peixe.

Nascido em Presidente Olegário, Gusttavo Lima começou a sua carreira musical muito cedo, já aos 9 anos, participando de uma banda com seus irmãos. Gusttavo, que também já participou de uma dupla sertaneja, iniciou sua carreira solo aos 18 anos. O Cantor que tem 5 álbuns lançados e vários sucessos nacionais e internacionais como, por exemplo, Balada, Gatinha Assanhada, Fui Fiel e Diz pra mim, músicas que estarão no repertório no show da Festa Nacional do Peixe.

Com apenas 25 anos de idade, Gusttavo Lima já é o principal nome do sertanejo universitário no Brasil.

Para mais informações sobre as atrações da Festa Nacional do Peixe, que acontece até 19 de julho, ligue para os números da Secretaria Municipal de Turismo e Desporto (51)36843176 ou (51) 36859057.

O que: Show com Gustavo Lima

Quando: Dia 12 de julho- domingo

Onde: Arena de shows no Centro Municipal de Eventos

Horário: 22h30

Quanto: Pontos de venda de ingressos

Vendas Online: www.eventicket.com.br

Lojas Benoit

Tramandaí: Av. Fernandes Bastos, 664- Centro- Fone: (51)36841075

Porto alegre: Av. Azenha, 1008- Bairro Azenha- Fone: (51)32194522

Av. Assis Brasil, 2522- Bairro Passo d’areia- Fone: (51)33371280

Osório: Rua Marechal Floriano, 1046- Centro- Fone: (51)36636003

Capão da Canoa: Av. Paraguassu, 2519-Centro- Fone: (51)36254988

Santo Antônio da Patrulha: Rua Francisco Jose Lopez, 45- Centro- Fone: (51)36621977

Gravataí: Rua Anapio Gomes, 1586- Centro- Fone: (51)34213094

Publicado em Tramandaí

A Secretaria de Educação Cultura e o Conselho Tutelar estão investigando o caso

 

A mãe de uma menina de 3 anos que estuda em uma escola de Educação Infantil, de Tramandaí, denunciou uma atendente da Instituição por ter agredido a filha com tapas no pé e no órgão sexual. A agressão teria acontecido no mês passado, e desde então, a moradora retirou a criança da escola, e está encontrado dificuldades para conseguir trabalhar e ainda cuidar da filha.  

A moradora Joana Andresa Pedroso Segato conta que em março deste ano matriculou a filha na Escola, e com o passar do tempo, notou algumas mudanças no comportamento da menina que a fez suspeitar que algo fora do normal estava acontecendo. “A minha filha de repente começou a dizer palavrões e a bater nas bonecas mandando: ‘cala a boca e vá sentar’, ela não assiste televisão e nós nunca tratamos ela dessa forma. Acredito que a criança reproduz o que vive”, diz a mãe.

“A escola tem uma boa estrutura, há vários profissionais competentes e de confiança trabalhando lá. No entanto, não posso admitir que minha filha e outras crianças sejam maltratadas, ainda mais, dentro de uma instituição de ensino”

Em junho Joana levou a menina para escola e precisou voltar à sala de aula, a porta estava aberta e a professora de costas, segundo a mãe, estava agredindo um aluno. “Eu vi ela ‘socando o menino’ no chão e arrancando os tênis dele dos pés, dizendo ‘cala a boca’, o mesmo comportamento que minha filha tinha reproduzido”.

A moradora, dessa forma, foi até a Prefeitura e fez à Denúncia na Secretaria de Educação e Cultura. O tempo passou e cerca de 15 dias após esse episódio, a filha de Joana disse para mãe que havia apanhado na Escolinha, porque fez xixi nas calças. “Minha filhinha me disse, ‘mãe não consegui segurar o xixi e a ‘tia’ me colocou de castigo e bateu no meu pé e na minha ‘pepeca’”.

Devido aos fatos, a mãe afastou a menina da escola até que a história fosse esclarecida, Joana fez novamente uma denúncia na Secretaria de Educação e Cultura no dia 19 de junho, e foi além, fez um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia e comunicou ao Conselho Tutelar no mesmo dia, e no dia 25 de junho acionou o Ministério Público, e mesmo procurando todas as entidades possíveis a atendente segue trabalhando normalmente. “Eu e meu marido trabalhamos, estamos nos ‘virando em dez’ para conseguir cuidar de nossa filha durante o dia, quando é um direito nosso contar com a Escola de Educação Infantil. Quero que esse caso seja resolvido para que minha filha possa voltar para a Escola”, diz a mãe

Joana ainda elogia os demais funcionários do local, “a escola tem uma boa estrutura, há vários profissionais competentes e de confiança trabalhando lá. No entanto, não posso admitir que minha filha e outras crianças sejam maltratadas, ainda mais, dentro de uma instituição de ensino”, desabafa.

“A atendente nunca fica sozinha na sala com as crianças, há sempre mais dumas pessoas, uma professora e outra atendente e ninguém viu nada, e não tivemos qualquer outra reclamação de outros pais em dez anos, mesmo assim, estamos investigando o caso com muita seriedade, para que a situação seja esclarecida”

De acordo com a secretária de Educação e Cultura, Liane Freitas, a atendente trabalha há dez anos no Município e nunca houve nenhuma reclamação da profissional. Ela informa ainda que a mesma não foi afastada, pois o caso está sendo investigado e não há qualquer prova de que a menina tenha realmente sido agredida, no entanto, garante que a Administração Municipal irá fazer todo o possível para descobrir o que realmente aconteceu. “A atendente nunca fica sozinha na sala com as crianças, há sempre mais dumas pessoas, uma professora e outra atendente e ninguém viu nada, e não tivemos qualquer outra reclamação de outros pais em dez anos, mesmo assim, estamos investigando o caso com muita seriedade, para que a situação seja esclarecida”.

A secretária informa ainda que os pais tiraram a criança da escola sem o tempo hábil para que ela passasse por uma avaliação da psicóloga, o que ajudaria a resolver o caso.

Liane diz também que a atendente é contratada e seu contrato expira dia 30 de julho, após essa data, as profissionais concursadas irão assumir o cargo, e dessa forma, a atendente poderá ser recontratada, ou não, dependendo da necessidade do Município.

Já segundo informações do Conselho Tutelar uma conselheira foi até a Escola avaliar o caso e a envolvida negou todas as acusações, afirmando que mais três crianças haviam feito xixi naquela ocasião e apenas conversou com as três. Agora, o Conselho encaminhará a menina avaliação de uma psicóloga que ajudará a elucidar o caso. 

Publicado em Tramandaí

Boca de Lobo do local está com os canos quebrados há pelo menos 12 anos, e até agora nenhuma medida foi tomada para resolver o problema

 

Os moradores da rua Assis Brasil, localizada atrás da escola Dom Pedro II, bairro São Francisco II, convivem há pelo menos 12 anos com alagamentos constantes que acontecem sempre que chove, e nos dias de sol, o local segue com acúmulo de água e mau cheiro. A comunidade relata que a fonte dos problemas é uma boca de lobo que está com os canos quebrados a mais de uma década.

Faça chuva ou faça sol, a rua Assis Brasil sempre possui água acumulada no meio fio que se estende até o meio da rua. Quando a chuva é intensa, é praticamente impossível sair de casa, como conta a moradora, Luciane Santos, que reside há 3 anos em uma casa localizada quase em frente a boca de lobo entupida. “Não tem como sair de casa quando chove, meu filho de 9 anos perde aula. A gente não consegue nem ir em um mercado”, diz a moradora.

“É impossível para gente fazer qualquer refeição com a casa aberta, porque o cheiro é realmente insuportável”

Gustavo Santos, 18 anos, no verão, estava trabalhando como balconista em uma farmácia, para ele conseguir chegar no trabalho, precisava sair de casa de chinelos, e levantar a calça até o meio da canela, levando os sapatos nas mãos devido a quantidade de água. “Esse era o único jeito de sair de casa. Eu tinha que passar por essa água suja, podendo, inclusive, pegar alguma doença”.

O morador Elonel Borges, mora há 12 anos na rua Assis Brasil e para ele, os problemas foram ainda piores. Borges trabalhava de Carteira Assinada em uma presa especializada na construção civil, ele tinha uma moto que usava para ir trabalhar. Há cerca de 3 anos, o morador caiu de moto bem em frente a boca de lobo, devido ao acúmulo de água no local. Ele quebrou a perna, ficou três meses sem poder ir trabalhar. Depois desse episódio, começou a ficar com medo de sair para rua em dias de chuva e acabou perdendo o emprego. Até o hoje, Borges vive de ‘bicos’, pois não conseguiu mais se colocar no mercado de trabalho. “Fui até a Prefeitura, eles disseram que não tinham culpa de nada. Além de não me ajudarem, ainda não consertaram os canos. Eu sigo sem emprego e a rua continua alagada”.

Albino Matos, 75 anos, mora há cerca de 30 no local, desde que a escola Dom Pedro I estava sendo construída, o morador diz que há mais de dez anos a rua alaga sempre que chove. “Desde que calçaram a rua que isso aqui alaga sempre”, diz.

Luciane Santos lembra ainda que nos dias de sol, os moradores precisam ficar com as portas e janelas fechadas devido ao mau cheiro. “É impossível para gente fazer qualquer refeição com a casa aberta, porque o cheiro é realmente insuportável”.

Segundo a moradora, acabar com os alagamentos na rua Assis Brasil foi uma promessa de campanha do Prefeito Edegar Rapaki, e após as eleições diversas reclamações já foram feitas na Secretaria de Obras e Limpeza Urbana, no entanto, até hoje, nenhuma medida efetiva foi tomada.

“Em breve teremos essa situação resolvida”

De acordo com o secretário de Obras e Limpeza Urbana, Antônio Rodrigues, a Corsan está realizando obras no local, há cerca de dois meses, antes da finalização que deve ocorrer nas próximas semanas, a boca de lobo será desentupida e consertada. Assim que esses serviços estiverem concluídos. A Secretaria de Obras e Limpeza Urbana irá fazer reposição do calçamento e levantar a rua, para que os problemas de alagamentos sejam solucionados definitivamente. “Em breve teremos essa situação resolvida”, afirma o secretário. 

Publicado em Tramandaí

 

 

A expectativa é que o sol continue na cidade, para que o movimento no evento siga intenso e todos sigam com motivos para celebrar 

 

O ‘bom tempo’ no primeiro final de semana da 26ª Festa Nacional do Peixe, ajudou os vendedores do evento, que tiveram muito o que comemorar. Restaurantes ficaram lotados, alguns doceiros venderam mais de mil guloseimas no sábado e domingo, e a saída também foi boa tanto na Feira de Artesanato quanto no Shopping.

Julio Cezar trabalha em um restaurante da Festa do Peixe, como a maioria dos estabelecimentos comerciais da Praça de Alimentação, ‘o forte’, do local são os frutos do mar. Cezar conta que “não ficou parado durante todo o final de semana, devido ao grande movimento, as vendas foram excelentes”. Mais de 50 pessoas foram atendidas por dia. Uma das especialidades da casa é um prato para quatro pessoas, oferecendo 8 variedades de peixe, que custa R$100. “O prato serve bem quatro pessoas, e é muito saboroso, preparado ‘no capricho’, dividindo o custo, não fica caro para ninguém”, afirma. Segundo o secretário de Turismo e Desporto, Rojoel Amaral, somente sábado e domingo, mais de 5 mil tainhas assadas na brasa foram vendidas do evento.

Entre os doceiros o final de semana também foi muito comemorado, devido a alta saída de doces. “Só eu vendi mais de mil doces durante o final de semana”, diz Camila Mello dos Santos, que trabalha no local dede a primeira FestDoce. Camila conta que durante a produção, não abre mão da qualidade e variedade, e ainda consegue manter um preço acessível. Cada docinho é vendido no evento por R$2, e ainda há as promoções 6 doces por R$10 ou 10 por R$15.

Na Feira de Artesanato, as vendas também foram boas, a artesã Manuelita de Lima que representa o Clube de Mães Coração de Mãe, afirma que muitas pessoas passaram pela Feira, e os produtos mais procurados foram os panos de prato, os puxa-sacos e enfeites em geral. “Só esperamos que não chova, para que as pessoas continuem vindo até a Festa do Peixe”, diz a artesã.

No shopping, o final de semana também foi de alegria, Joelma Vaz afirma que o movimento foi intenso, devido ao calor, e mesmo ela vendendo roupas de inverno, teve o que comemorar. “Tive muita saídas de casacos, que são vendidos a partir de R$ 180”, diz.

Cristian Mourayan tem uma loja de produtos indianos e também vendeu bem, oferecendo quadros a partir de R$ 25 e  pashmina (espécie de lenço com tecido especial) por R$ 20.

Uma loja ainda ofereceu uma promoção por qualquer peça a R$39 e foi um grande sucesso, como conta a vendedora Priscila Cantaheiro. “Graças a Deus o movimento foi muito bom, espero que continue assim e o tempo colabore, diz”.

Publicado em Tramandaí

Qualidade, variedade e preço baixo são encontrados na Praça de Alimentação Externa, localizada ao lado da Arena secundária de shows

 

Pastéis deliciosos e muito recheados, churros de doce de leite e chocolate, pipocas quentinhas com cobertura de queijo ralado com orégano ou leite condensado com coco, Kreps especiais de diversos sabores, as famosas paletas mexicanas, moranguinho cobertos por chocolate, são algumas das guloseimas encontradas na Praça de Alimentação externa da 26ª Festa Nacional do Peixe. Localizada ao lado da Arena secundária de shows, no local, é possível encontrar lanches rápidos, saborosos e com preços promocionais.

Georgina C. B. Rocha está trabalhando na 26ª Festa Nacional do Peixe pelo segundo ano, ela conta que as vendas no primeiro final de semana do evento foram muito boas, e acredita que a qualidade do produto aliada ao preço baixo seja um dos motivos para a procura. “Tenho pipoca a partir de R$3 e vem com a cobertura grátis, as salgadas com muito queijo ralada e orégano, e as doces com leite condensado e coco ou amendoim, o pessoal elogia bastante”, garante.

André Marques, mais conhecido como Andrezão, vende moranguinhos no palito ou no copinho cobertos por chocolate e também um super cachorro quente. O morango é vendido a partir de R$6 e o ‘cachorro’ a R$9. Ele trabalha há 14 anos na Festa, e elogia as vendas no primeiro final de semana do vento. “A primeira semana foi boa, vendi muito bem”.

O vendedor, Luis Machado, está atuando pela primeira vez no evento, ele oferece churros de chocolate, ou doce de leite bem recheados, por R$3. Ele acredita que muitas pessoas passem pela Festa, sem ter conhecimento de que há uma Área de Alimentação Externa, oferecendo produtos saborosos por um baixo custo. “Muita gente vêm na Festa e acaba não passando por aqui, e temos lanches deliciosos e baratos”, diz.

Viviane Stratemann sempre vem à Festa Nacional do Peixe, na companhia da filha Eduarda de 5 anos, elas costumam comer um lanche na Praça de Alimentação Externa e são só elogios. Viviane dessa vez optou por um Krep. “Aqui tudo é muito gostoso caprichado, e o preço é bom”, diz. Ela ainda elogia a estrutura do evento esse ano. “Sempre venho na Festa, e achei ainda mais organizado do que o ano passado, estão todos de parabéns”.

Outras guloseimas ainda podem ser encontradas no local, tais como, churrasquinho, quentão, paletas mexicanas e muito mais. 

Publicado em Tramandaí

A administração municipal, através da Secretaria de Turismo e Desporto e Wommer Running, realiza neste domingo, dia 12 de julho, a 22ª Rústica da Festa Nacional do Peixe.

A corrida é dividida em duas categorias: adulto, de 7km  e a corrida infantil (de 5 a 15 anos) de 1km.

A prova infantil começará às 8h30 e a adulta às 9h30, com largada e chegada na Av. Ubatuba de Farias no bairro da Barra.

Para mais informações acesse o site www.wommerrunning.com ou ligue para o número (51)97126465.

Publicado em Tramandaí
Sexta, 10 Julho 2015 13:56

Projeto Sol e Mar inicia 2ª etapa

A  administração municipal, através Secretaria de Educação e Cultura, deu inicio  a 2ª etapa do Projeto Cinquentenário do Município “Sol e Mar”. O “Sol e Mar”, que é destinado para Escolas Municipais de Educação Infantil e de Ensino Fundamental, têm a coordenação e participação do músico Rodrigo Prates.

O projeto já visitou quatro escolas desde que iniciou esta 2ª parte. Hoje foi a vez da Escola EMEF Cândido Osório da Rosa.

Nesta 2ª fase os alunos tinham a tarefa de desenvolverem, com o auxilio dos professores, textos relacionados aos 50 anos de Tramandaí. O projeto visitará, também, outras escolas da cidade nessa 2ª fase. Confira abaixo quais são elas:

9/07- EMEF Castelo Branco- 10h30 e 15h30

10/07- Dom Pedro I- 9 e 13h30

13/07- Erineo Scopel Rapaki- 9 e 14h

14/07 General Luiz Dêntice- 10h15 e 15h30

15/07- Joerge enéas Sperb- 8h30 e 13h30

20/07- Luiz Manoel- 14h30

22/07- São Francisco de Assis- 9h30 e 14h30

Publicado em Tramandaí

 

Estão em andamento as obras de ampliação da Escola Municipal de Ensino Fundamental Estado de Santa Catarina (Anexo), no Centro da cidade. Conforme a secretária municipal de Educação e Cultura Joselaine Cardoso estão sendo construídas 14 novas de aula que comportarão em média 450 alunos. A escola Santa Catarina (Mãe) será transferida para as novas instalações quando a obra for concluída, concentrando todos os alunos no mesmo prédio. Atualmente a escola Mãe conta com 231 alunos durante o dia e 185 à noite. No local estudam alunos dos 6º ao 9º anos. O investimento com recursos próprios da obra e de R$ 1.757.961,24.

Segundo o secretário municipal de Planejamento Urbano, Habitação e Regularização Fundiária (SEPLAN), Sonilton Bicca Camargo, os projetos das novas escolas da cidade possuem uma nova identidade visual e arquitetônica. A SEPLAN é a responsável pela fiscalização das obras e também pela realização do projeto. Atualmente a obra está com pouco mais de 5% já concluída.

 

Publicado em Imbé

 

A Secretaria Municipal de Saúde está implantando o sistema de regionalização nos postos de saúde. Esse novo método visa buscar melhorias no atendimento e na forma de acompanhar o paciente. Cada região possui uma Unidade Básica de Saúde (UBS) podendo o morador receber o devido atendimento sem a necessidade do deslocamento até o Posto 24h, para atendimentos que não são de emergência. Para que o cidadão receba esse atendimento o mesmo deve se dirigir até a UBS de sua região para consultas agendadas. Com essa nova medida o posto 24h está com agendamento de consultas com clínicos, pediatra e ginecologista para moradores do Centro, não interferindo no atendimento emergencial 24h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3627-3055.

Publicado em Imbé
Pagina 1 de 5
Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Banneronplay
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br