Segunda, 10 Agosto 2015 17:03

A vida sem ‘veneno’

 

“Não é fácil estar em perfeita (o) equilíbrio sendo constantemente ‘borbardeados’ de pessimismo e tragédias. É fato que os acontecimentos atuais não são uma fonte de inspiração para se pintar uma vida perfeita. Mas, também é fato que podemos exercitar nossos pensamentos a acreditar que pelo menos o tempo da nossa vida será aproveitável e feliz. Estive a ponto de surtar, pensando no que será o futuro da humanidade. Sabemos que há um caminho perigoso sendo percorrido pelo homem. Tanto o homem que simplesmente se coloca na posição de alienado, quanto os homens que querem controlar tudo e todos. Porém, há os que ficam no meio disto tudo. Estes são os grandes lutadores, os que buscam, os que procuram e os que arregaçam as mangas, tentando tornar, pelo menos o mundo ao seu redor, um pouco mais habitável e satisfatório. O veneno é facilmente dissipado na atmosfera através de veículos de comunicação, redes sociais, fofoqueiras (os) e outras maneiras. Temos que ter cuidado ao ouvir e respirar. Não fazer disso nossa tristeza e medo, pois são esses os efeitos colaterais desta perversa toxina que nos transformam em seres traumatizados, cheios de pânicos e depressões, além de bloquear nossas forças e ânimos de vencer. Realmente temos mais dificuldades do que em tempos de outrora (ou não?). O que sabemos é que mais e mais pessoas estão envenenando a vida. Essa vida é minha e vou deixar isso acontecer somente se eu quiser. Não sabemos quanto tempo temos na Terra. A certeza do futuro é nossa transição. Então, é de bom tamanho querer a felicidade, mesmo que ela não seja a realização dos nossos desejos. Viver cada dia é a chave para uma vida menos complicada. Criar motivos para observar o que de bom existe, o que nos faz rir ou até gargalhar, o que é presente do universo (mesmo que seja a flor que nasce no vasinho) pode ser uma solução para conseguir deixar nosso corpo seguir mais saudável, sem o estresse, sem enfartos e sem neuras. Envenenar a vida é deixar que nós e os outros criem obstáculos para que deixemos de lutar, de sorrir, de pensar e de ser. Falar e não resolver não adiantará nada. É o mesmo que se alimentar sem comer. Será que podemos resolver sozinhos toda a desgraça que existe no mundo É claro que não, mas podemos tornar o mundo ao nosso redor mais humano, razoável e feliz. Se todos fizessem isso, haveria uma emanação energética benéfica e, aos poucos, quem sabe, as pessoas começassem a agir melhor. Pessoas felizes costumam pensar melhor. Pessoas frustradas tendem a instigar a guerra. Podemos bloquear o veneno de nossas vidas, simplesmente não permitindo que eles entrem em nossas casas, sejam companheiros dos nossos almoços e jantares, sejam telas de nossos aposentos. Experimente ver coisas belas e engraçadas. Isto não é ser alienado. É ser dono de sua vida e do que quer para ela. Ajude, cumpra seu dever, organize e planeje melhorar. Mas sem envenenar a si e aos outros com o bombardeio de palavras e ações infelizes e diabólicas do mundo. Vamos vencer o mundo com nossa alegria, com nossa força”! Bjks, sorrisão no rosto, força na peruca e vamu que vamu, porque carro parado não pega carreto.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Bannerbaixo2
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br