Sexta, 17 Julho 2015 13:04

Artesãs que valem ouro - o espaço hoje é delas...

 

No domingo (12/07) ao entrar na Av. Rubem Berta em direção a 26ª Festa Nacional do Peixe me deparei com uma cena que me emocionou e fez parar o carro pra descer e ver de perto o trabalho maravilhoso das guerreiras dos Clubes de Mães de Tramandaí. Vi ‘esculturas enormes’ que representam a ‘Rainha Tainha’ que é o peixe símbolo do nosso evento. Este trabalho espetacular todo feito em garrafas pet foi organizado pelo Conselho de Clubes de Mães, em parceria com a Secretaria de Turismo (que doou os materiais) está enfeitando a cidade e ‘chamando a atenção’ dos turistas que chegam para visitar a maior e melhor festa gastronômica do Estado – a nossa Festa Nacional do Peixe. Durante o tempo em que estive ali com as gurias: Cleu Oliveira, Marli Silveira, Neusa Belina, Mana Oliveira e com o incansável Pedro (marido a Cleu) vi dezenas de pessoas pararam para apreciar e fazer fotos ao lado destas verdadeiras obras de arte, feitas pelas mãos habilidosas destas queridonas (os peixes grandes foram feitos pelo Conselho de Clubes de Mães e os pequenos, pela associação de artesãos do Espaço Arte). Sei que foram três semanas de trabalho intenso, lavando, cortando, perfurando e amarrando mais de quatro mil garrafas pets sobre estruturas metálicas – um serviço cansativo e que por vezes, até machuca as mãos de quem ‘lida’ com este tipo de material. O artesanato é apaixonante e só quem faz sabe o trabalho que dá, mas todo esforço e dedicação são recompensados quando alguém para, olha e diz: “Que coisa mais linda!”. É simples assim... O reconhecimento é o que move o artesão, porque cada obra leva junto dela todo amor que temos no coração, e poder dividir e compartilhar as criações é muito gratificante. É claro que vender também é importante, pois significa o sustento de muitas famílias, mas o reconhecimento ‘vale ouro’ pra quem ama fazer arte com as mãos. Eu já vivi do artesanato feito pelas minhas próprias mãos durante 3 anos (tive loja no centro da cidade) e sei bem quantas horas se ‘gasta’ pra fazer uma só obra de arte, seja um pano de prato pintado à mão, um arranjo floral, uma boneca de pano, uma escultura em madeira, uma vela decorada, uma escultura de barro, uma pintura em tela, um peso de porta estilizado, uma bijuteria bacana, enfim. No artesanato muita energia e amor são dispensados para se chegar num resultado satisfatório, e penso que quem não valoriza isto, é desprovido de sensibilidade. Minha referência a estas Lindonas hoje se deve a mais esta iniciativa bacana de enfeitar a cidade, pois elas não ganharam nenhum centavo para fazer estas riquezas (todo trabalho foi voluntário), mas fica registrado também meu carinho a todas as mulheres e homens artesãos da cidade, pois sei que são muitas (os) que ajudam no sustento de suas famílias com o artesanato que produzem e vendem, seja na Festa do Peixe, ou em outras oportunidades. E que este registro sirva de exemplo a todos, porque quem ganha com isto somos nós que amamos o artesanato e também, a cidade que fica sempre mais linda com estas obras de arte feitas com amor e dedicação. Parabéns gurias lindas e Pedro queridão, vocês são demais! Um carinho especial também aos membros dos clubes de mães filiados ao conselho (Arte Vida, Estrellas do Mar, Arte de Centro, Sol e Mar, N.S. de Lourdes, Nova Era, N.S. da Boa Viagem, Sol Nascente, Pintando7, Cruzeiro do Sul e Sereias do Mar que participam de iniciativas tão enriquecedoras como esta. Admiro demais todas vocês! Bjks, sorrisão no rosto, força na peruca e vamu que vamu porque ‘carro parado não pega carreto’

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Banneronplay
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br