Sexta, 15 Maio 2015 12:06

Hoje peço licença para chorar...

 

Meus amores, quando comecei a escrever este nosso Cantinho a intenção era sempre só falar de alegrias, passar mensagens positivas e estar com o astral lá nas nuvens, pois geralmente é assim que me sinto – feliz por poder estar viva, ter família e amigos, e também, por poder compartilhar com todos vocês momentos felizes e de descontração. Mas, hoje peço a licença de todos para externar minha tristeza, pois um senhor muito querido faleceu nesta terça-feira (12/05) – o senhor José Fagundes da Rosa Neto (o Seu Zé), um homem educado ao extremo, inteligente, gentil, amoroso (guardava com amor um imã de geladeira com a foto do meu filho Lucas) e que muito fez pelo esporte em Tramandaí. Ele partiu deixando a esposa Otília com quem foi casado por mais de 50 anos, filhos, netos, irmãos, primos, demais familiares e amigos. A gente sempre sabe que a hora de todos nos vai chegar um dia e que a morte é a única certeza desta vida, mas, mesmo assim, quando esta hora chega o sofrimento é grande! Dói muito saber que NUNCA mais veremos aquele ente querido que se foi. Sendo assim, choro neste momento, porque realmente é sofrido saber que esta separação é definitiva, pelo menos nesta vida (a terrena). Estou triste hoje e, por realmente não ter condições psicológicas peço que vocês compreendam minha falta de jeito para os escritos desta semana, ok? Porém, vou postar aqui um texto que acredito expresse o que eu gostaria de poder lhes dizer nesta hora tão difícil para mim e para todos que conviveram e admiravam o Seu Zé, alguns pela ligação através do esporte, outros pela convivência diária ou não, como eu que o conheci através do meu marido Rojoel, que praticamente cresceu junto do Zezinho, desde os tempos das escolinhas de Futebol do Clube Beira Mar. “Os sentimentos que acompanham a separação de alguém significativo são dolorosos, mas inevitáveis. É um profundo vazio entrelaçado com muita angústia. É como se parte de nós estivesse ‘morrendo’ junto e, efetivamente, alguma coisa morre dentro de nós quando perdemos a presença da pessoa querida e/ou amada. A ausência imposta cria uma falta, um fosso ao qual respondemos com muita tristeza e é natural que sintamos assim. É o luto, muito necessário para a aceitação e compreensão do fato, e  acumulação de forças para prosseguir na jornada, mas não fomos treinados para lidar com as perdas, principalmente de um ente querido. É importante nesse período que mantenhamos a fé em Deus e também, que possamos contar com ajuda de amigos, familiares, líderes espirituais (padre, pastor, enfim), para falarmos sobre isto, tomando cada vez mais consciência da realidade da perda. Ao ver que esta pessoa querida não estará mais conosco, começa o furacão de sentimentos: solidão, medo, saudade e muita dor. Nessa fase, a mais dolorosa, é natural a sensação de estranheza, porém, é importante lembrar que precisamos reagir, mesmo sem vontade, e, sobretudo, que não abandonemos as nossas atividades habituais, ainda que, nesse momento, nos sejam extremamente pesadas. Aniquilar-se ou reagir é a grande questão nesse momento. Sofrer sim, mas com dignidade. Nessa fase, é bom lembrar da importância de nos mantermos de pé, pois nossa família precisa de nós e devemos prosseguir o caminho traçado pelo Criador. Só a fé nos dará forças para seguir neste misto de vazio e tristeza – é assim que caminharemos para a superação da perda e o início da reconstrução interior”. Meus queridos amigos (as), meus olhos estão ardendo demais, bem como meu coração, por isto os deixo esta semana com uma frase diferente da habitual, mas que sinto ser a adequada para este momento: “Não deixe para dizer aos teus familiares, amores e amigos o quanto os ama - faça e diga tudo hoje, pois a nossa vida não é nossa, ela é de Deus e ele nos toma quando julgar ser o tempo certo. Então, vamos aceitar os desígnios do Pai do Céu, vivendo intensamente cada dia, pois cada segundo ao lado dos que amamos vale ouro. Fique em paz Seu Zé, na certeza de que estarás vivo pra sempre em nossos corações. 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Bannerbaixo2
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br