A FestDoce faz parte da programação da 26ª Festa Nacional do Peixe de Tramandaí que acontece de 26 de junho a 19 de julho de 2015.

Doces glaceados, caramelados,  delícias açucaradas, guloseimas feitas por doceiros de Tramandaí. O talento dos doceiros da cidade já é conhecido pela grande variedade de doces, bombons, trufas produzidos por mãos habilidosas para atender os mais exigentes paladares. Doces decorados feitos manualmente com detalhes e recheios  de dar água na boca.

A feira de doces é uma oportunidade de melhorar a renda dos moradores que já trabalham com estes produtos e que geram dezenas de empregos temporários durante a realização do evento.

Na 11ª FestDoce o visitante encontrará dezenas de tipos de doces entre camafeus, bem-casado, quindim, beijinho, brigadeiro, cajuzinho, olho de sogra, cocadas e tantos outros com sabores e cores  quase irresistíveis.

A FestDoce funcionará com 12 bancas instaladas no pavilhão montado ao lado da praça de alimentação, no Centro Municipal de Eventos de Tramandaí.

Horário de Funcionamento: de quinta-feira a domingo, das 10h às 24horas.

Local: Centro Municipal de Eventos, com acesso pela Av. Rubem Berta e rua João Pessoa no bairro Centro Lagoa, nas margens da Lagoa do Armazém em Tramandaí.

 

Publicado em Tramandaí

Irmãos fecham rua uma vez por semana e montam pista de street para que jovens pratiquem o esporte

 

Nesse domingo (21), é comemorado o Dia Mundial do skate, Tramandaí possui duas pistas, na região central. Uma no Centro de Eventos, outra na Av. Beira Mar. Os skatistas da região reclamam das condições dos locais e pedem a construção de mais pistas para a prática do esporte. Para dar ainda mais oportunidade aos jovens, dois irmãos, empresários de Tramandaí, uma vez por semana, fecham a rua José Antônio de Freitas e realizam o ‘Role Native’.

Tramandaí possui duas pistas de skate, uma no Centro de Eventos e a outra na Av. Beira Mar, junto a Praça General Muller. Os skatistas que utilizam as estruturas, no entanto, reclamam que precisaria haver mais espaço dedicado ao esporte, e também falam sobre a falta de conservação das pistas.

De acordo com o adolescente, F. M. S., 15 anos, que anda de skate há 1, o problema em Tramandaí, são os buracos e poças d’água nas pistas. Ele conta que antes de começar a praticar o esporte, só ficava em casa assistindo televisão, agora tem mais disposição para as atividades do dia a dia.

O também adolescente Arthur Garcia, 16 anos, há 4 anda de skate e também reclama da falta de manutenção nas pistas, de acordo com ele, quando há qualquer problema, quem precisa fazer o conserto são os próprios skatistas.

Segundo o secretário de Obras e Limpeza Urbana, Antônio Rodrigues, os pedidos para manutenção nas pistas de skate devem ser feitos diretamente na Administração Municipal. “Sempre atendemos quando fomos chamados, mas precisamos que as pessoas que utilizam as pistas nos avisem quando houver qualquer problema”. O secretário diz ainda que não há previsão para construção de mais pistas na cidade.

Já que as duas pistas existentes em Tramandaí, ficam na região Central, o skatista e empresário, Sandro Schmidt e o irmão, também empresário, Eduardo, fecham a rua José Antônio de Freitas, bairro São Francisco II, para que as crianças e adolescentes possam praticar o esporte, o evento é chamado de ‘rolé Native’ que acontece há cerca de dois anos nas noites de quarta-feira. Uma pista de street é montada na rua, para que os jovens treinem manobras e também se divirtam. Aqueles que nunca tiveram contato com o skate ainda tem a oportunidade de aprender os ‘primeiros passos’, com Sandro, que ensina o básico às crianças gratuitamente. Eduardo ajuda a montar a pista e em dias de campeonato cede iluminação e equipamento de som para os eventos. Algumas competições são organizadas apenas pelos irmãos Schmidt, outras tem o apoio da Askat – Associação dos Skatistas de Tramandaí e da Administração Municipal.

No ano passado, Sandro e Eduardo, estiverem a frente da organização do Circuito Estudantil, que avaliou os participantes não só pelas manobras no skate, mas também pelo desempenho escolar. Após a competição, inclusive, o comportamento e as notas dos skatistas melhoraram, como explica Sandro. “A gurizada gosta bastante dessas competições, e foi legal porque tivemos acesso ao boletim escolar deles, e ai passaram a se comportar melhor em sala de aula, a prestar mais atenção nas matérias, e como consequência se saíram melhores nas provas”.

O próximo evento organizado pelos irmãos será o Best Trick – Melhor Manobra, que começará a ser preparado em julho. 

Publicado em Tramandaí
Sexta, 19 Junho 2015 13:04

UPA deve ser inaugurada em setembro

 

Burocracia novamente adia a inauguração da Unidade de Saúde de Tramandaí

Desde 2013 a população de Tramandaí espera ansiosa pela inauguração da UPA – Unidade de Pronto Atendimento, a última previsão era que o local começaria a funcionar em abril deste ano, no entanto, em função de problemas na licitação para a compra dos equipamentos, houve novo adiamento, e agora a expectativa é que a Unidade esteja em pleno funcionamento em setembro.

“A comunidade está ansiosa pela abertura da UPA, há muito tempo estamos esperando a inauguração da Unidade, e é só decepção. A última previsão era que ficaria pronta em abril, já estamos em junho e nada”

A história da UPA de Tramandaí começou a ser contada em julho de 2012, quando ‘o primeiro tijolo’ foi posto na construção do que prometia ser, se não a solução para Saúde no Município, algo próximo a isso. Com cinco consultórios, sala para classificação de risco, eletrocardiograma, raio xis, local para pronto atendimento preparado para receber a ambulância, sala de observação em que os pacientes poderão ficar até 24h recebendo atendimento, três clínicos gerais e um pediatra 24h, a UPA ainda segue sendo a esperança da população, como conta Alceu Araújo que mora em Tramandaí há mais de 30 anos. “A comunidade está ansiosa pela abertura da UPA, há muito tempo estamos esperando a inauguração da Unidade, e é só decepção. A última previsão era que ficaria pronta em abril, já estamos em junho e nada. A Saúde de Tramandaí vai melhorar e muito com a UPA, por isso que faço essa cobrança”.

Analisando todos os ‘capítulos’ que rodearam o ‘enredo’, UPA Tramandaí, vemos que o primeiro empecilho na construção da Unidade foi que o planejamento estipulado pelo Ministério da Saúde não era compatível com a realidade do Litoral, e foi preciso rever todo o processo de construção. Hoje, a UPA está com a construção concluída, com os móveis comprados, e o que continua atrapalhando a tão esperada inauguração da Unidade de Pronto Atendimento é o processo burocrático.

“A UPA de Tramandaí irá ser inaugurada e ficará a disposição da população, diferente de muitas outras Unidades de Pronto Atendimento do Estado, que estão prontas e não podem funcionar por falta de recursos para manutenção, ou que ainda não conseguiram ser concluídas, por não terem recebido verba do Estado, caso que não aconteceu com Tramandaí”

Segundo o secretário de Saúde, Mario Morita, foi feita a licitação para a compra dos equipamentos, no entanto, o Departamento Jurídico da Administração Municipal precisou reformular a documentação, pois havia alguns erros, nesse meio tempo, os aparelhos licitados subiram de valor, e precisou ser feita nova licitação com os valores atualizados. Agora, a maioria dos equipamentos médicos já foram licitados, e a empresa vencedora possui 60 dias para fazer a entrega. No entanto, o CR – Processadora de Raio X, que custa em torno de R$100 mil, único aparelho ainda não adquirido, teve licitação deserta, ou seja, nenhuma empresa se candidatou a vender o equipamento, pois o valor oferecido pelo poder público foi muito baixo. Agora, nova licitação está sendo preparada para a compra desse aparelho, com um valor mais alto.

Devido a essa complicação, a nova previsão do secretário de Saúde é que a UPA esteja em pleno funcionamento em setembro deste ano. O secretário diz ainda que apesar de todos os ‘percalços no caminho’, “A UPA de Tramandaí irá ser inaugurada e ficará a disposição da população, diferente de muitas outras Unidades de Pronto Atendimento do Estado, que estão prontas e não podem funcionar por falta de recursos para manutenção, ou que ainda não conseguiram ser concluídas, por não terem recebido verba do Estado, caso que não aconteceu com Tramandaí”.

A fala do secretário se dá pela forma que a UPA deve ser mantida, ou seja, com 50% do custeio com recursos Federais, 25% Estaduais e 25% Municipais. Para o Município receber o dinheiro para manter a UPA, ela primeiro precisa estar qualificada, quer dizer, em pleno funcionamento. Assim que a UPA estiver funcionando, a Secretaria Municipal de Saúde, deve receber mais R$ 300 mil da União, e R$ 150 mil do Estado por mês para manter a Unidade, e a Prefeitura entrará com cerca de R$200 mil.

Muitos Municípios do Estado não estão preparados para arcar com essa despesa, diferente de Tramandaí, que por já ter o custeio do Posto 24H do Centro e do São Francisco II, poderá transferir a verba já gasta nesses locais com a UPA. Ainda segundo Morita, após a inauguração da Unidade de Saúde, o posto 24H irá concentrar as especialidades médicas que hoje estão ‘espalhadas’ em diferentes pontos do Município, e o Posto São Francisco II será utilizado para outras necessidades da Administração Municipal, já que o PACS – Plano de Agentes de Saúde, que hoje atua no local, será transferido para a rua Vergueiros.

Publicado em Tramandaí
Sexta, 19 Junho 2015 13:03

Secretaria de Obras Ilumina Tramandaí

Bairro São Francisco II recebeu 129 luminárias, também houve serviços de iluminação em Praças da Zona Nova e dos bairros, Indianópolis, São José e Centro

 

A Administração Municipal, através da Secretaria de Obras e Limpeza Urbana segue iluminando a cidade. Desta vez foram instaladas 129 luminárias no bairro São Francisco II. Também foram realizados serviços de iluminação em três Praças dos bairros Indianópolis, Barra, Centro e Zona Nova.

A iluminação das ruas aumenta a sensação de segurança da comunidade, facilita o acesso da população aos serviços públicos e comércio e ainda torna o Município mais bonito. Pensando nisso, a Secretaria de Obras e Limpeza Urbana, tem trabalhado na iluminação de Tramandaí. Já foram instaladas luminárias em praticamente todas as ruas do bairro Barra e São José, agora foi a vez do bairro São Francisco II receber a atenção do poder público. Segundo o secretário de Obras e Limpeza Urbana, Antônio Rodrigues, foram instaladas 129 luminárias no bairro, o serviço foi realizado nas ruas, Coca Barcelos, Egon Hoffmeister, Eleodoro Franzen, Silveira Martins, Rebouças.

Foram também realizados os serviços de iluminação nas Praças do bairro Indianópolis, Da Lagoa, Do Posto de Saúde e Dos Índios. Na Zona Nova foram iluminadas as Praças da Tristão Monteiro, Santos Dumont e Catumbi, além de iluminação na Praça da José Augusto, localizada no Centro da cidade, na Praça da Integração, localizada no bairro São José e Praça do Boto, no bairro Barra. 

Publicado em Tramandaí

 

Conserto foi realizado pela Administração Municipal na tarde desta terça-feira

 

A rua Davi Canabarro esquina com a rua 15 de Novembro, no Centro da cidade, possuía um buraco que ‘tirava o sono’ dos moradores e atrapalhava o percurso de quem passa pelo local. Há mais de 1 ano o problema persistia e na tarde desta terça-feira, finalmente, a Secretaria de Obras e Limpeza Urbana efetuou o conserto da estrutura.

Segundo o morador, que passa constantemente pelo local, Eduardo Braga, o buraco além de estragar o aspecto visual da cidade ainda era perigoso. O estudante possui uma moto, e quase sofreu um acidente devido ao buraco. “A gente passa aqui de noite e não vê essa ‘cratera’ cheguei a me desequilibrar, se eu caísse estragaria toda moto, e o pior, poderia ter me machucado gravemente. É preciso que haja uma solução para essa solução”, enfatiza.

Os moradores da região explicam que o problema é que um cano que estava quebrado embaixo do asfalto e por mais que a Administração Municipal tapasse o buraco, sempre que chovia o cano acabava sugando o material colocado, abrindo a estrutura novamente.

Na manhã dessa terça-feira (16), a equipe da Redação do Jornal Dimensão, entrou em contato com o secretário de Obras e Limpeza Urbana, Antônio Rodrigues, e ele explicou que o conserto do buraco estava agendado para aquela tarde. O secretário informou ainda, que o cano quebrado já foi substituído e o problema que ocorreu na primeira vez que houve o conserto na rua Davi Canabarro, foi o material utilizado, pois era brita, colocada provisoriamente e cedeu na primeira chuva abrindo o buraco novamente. Dessa vez, o serviço foi realizado com asfalto quente e segundo o secretário, não irá se abrir em dias chuvosos. 

Publicado em Tramandaí

Como uma forma reconhecimento ao trabalho da professora Gislaine Cinara Segabinazzi Marques, o prefeito Eduardo Abrahão e a Coordenadora da Unidade Pessoal da Prefeitura de Osório, Cristiane Gonçalves Marques, entregaram na quinta-feira (11) um certificado, em virtude da aposentadoria da nomeação de 20h.

A professora que continua trabalhando 20 horas na Escola Panni, que deverá fechar seu tempo de trabalho em 2017, é casada com Julio César da Silva Marques e mãe de Cícero.

A profissional que sempre trabalhou no município, disse que a aposentadoria parcial representa parte da sua missão cumprida. “É gratificante e maravilhoso, são 30 anos de trabalho, marcado por com muito amor e dedicação. Enfatizo aqui o companheirismo, amizade e o carinho dos alunos, da comunidade escolar, dos pais e vejo isso tudo sendo coroado no reconhecido pelo poder público municipal. Estou muito feliz” disse Gislaine.

Publicado em Osório

A comunidade adere dia após dia à ideia de que todos devem dar a sua parcela de contribuição em prol de uma cidade limpa e do descarte correto do lixo. Geralmente, cada cidadão quer viver em um ambiente limpo, aconchegante e saudável.

O poder o público municipal tem feito a sua parte e um dos exemplos é a ação da equipe de limpeza, que mantêm uma rotina intensa de limpeza semanalmente. As estratégias são determinadas pelo prefeito Eduardo Abrahão são coordenadas por Gilberto Silveira de Matos (Beto Matos).

Publicado em Osório

 

Como já é tradição, a Escola de Ensino Fundamental de Osório, 16 de Dezembro do bairro Laranjeiras promoveu na tarde de sábado (13), em seu ginásio a Festa de São João. Em um ambiente com bandeirinhas e a conhecida decoração das festas do mês de junho, a comunidade escolar reuniu-se para celebrar a data e manter a cultura viva.

O cenário formado por roupas típicas e comes como pipoca, pinhão, rapadura, quentão, incluindo bolo e cachorro-quente, teve ainda pescaria que encanta as crianças, brincadeira da prisão, recado, brinquedos de recreação entre outros, foi o destaque do evento.

No local, o prefeito Eduardo Abrahão e o Secretário da Fazenda, Soli Dutra foram recepcionados pela diretora Tania Santini, professores e organizadores da festa.

Publicado em Osório

Não há qualquer previsão de calçamento desta via pública, pois o Governo Federal, não disponibilizou verba para este serviço

 

Há 12 anos os moradores da rua 21 de Abril, em Mariluz, aguardam pelo calçamento da via pública, que possui cerca de 80 moradores e tem intenso fluxo de veículos, principalmente na época de veraneio.

A rua 21 de abril, é a principal do Balneário Mariluz, depois da Avenida Paraguassú. Ela é utilizada pela população que deseja ir para o Centro da cidade e também é um acesso à Estrada do Mar. Tendo em vista essa realidade, os moradores reivindicam que a via seja calçada a pelo menos 12 anos.

É o que conta o morador, Alonso Nogueira do Amaral, segundo ele, em 2003 já havia um projeto para asfaltamento da rua. De acordo com ele, a Administração Municipal anterior também prometeu executar este serviço, e a atual, disse que iria analisar a situação e daria a resposta em um mês, isso já faz um ano. “Participamos de uma reunião com o prefeito há cerca de um ano, ele nos recebeu, foi muito solicito, ficou de nos dar a resposta em um mês, até hoje, não recebemos nenhum comunicado”.

A esposa de Alonso, Jurema Nogueira do Amaral, também reclama da situação, e cobra um posicionamento. “Quando vim morar aqui, me disseram que a rua seria asfaltada no ano seguinte, e nada aconteceu. Até hoje só ouvimos promessas”, reclama.

Amaral diz ainda que a Administração Municipal tem colocado saibro e passado a patrola na rua 21 de Abril e nas demais ruas do balneário com regularidade, e elogia este serviço, no entanto, gostaria que  houvesse um posicionamento sincero, para que a comunidade saiba se há possibilidade de calçar a via ou não. “Eu já estou cansado de ouvir promessas, não tenho mais ânimo de convidar ninguém para ir até a Prefeitura para uma reunião, pois há 12 anos ouvimos que a rua seria asfaltada e até agora nada”.

De acordo com o secretário de Obras e Viação, Oldair Manoel Arceno, a Administração tem o interesse de por calçamento de pedras irregulares na rua 21 de Abril, no entanto, antes de realizar este serviço é preciso fazer a estrutura de canalização na via, para que não haja problemas de alagamentos e esta é uma obra muito trabalhosa e com alto custo, pois vai necessitar de muitos canos devido a extensão da 21 de Abril. O engenheiro da Secretaria, José Augusto Henkin, complementou a informação dizendo, que o prefeito Pierre Emerim solicitou recursos para o governo Federal para realizar esta obra, no entanto, o pedido foi negado. E no momento não há verba para fazer o calçamento. Contudo, a Secretaria de Obras segue fazendo a drenagem, e colocando saibro na via pública para que os moradores consigam ir e vir com maior tranquilidade. 

Publicado em Imbé

 

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e Participação Popular realizou na semana passada mais uma edição do projeto Cidade Verde. A iniciativa ocorreu em dois pontos: no Largo da Prefeitura e também junto a primeira edição do programa “O Prefeito no Bairro”, no sábado (13), no Balneário Santa Terezinha. O ponto alto das atividades que visaram recolher lixo eletrônico e óleo de cozinha usado ocorreu na sexta-feira (12) durante a Eco Feira de Imbé.

O secretário Sandro Melo destaca que foram recolhidos 500 quilos de lixo eletrônico e 68 litros de óleo. A atividade na sexta-feira integrou a Semana do Meio Ambiente e contou com a parceria da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Pesca (SEMMAP) e da Escola estadual de Ensino Fundamental Reinaldo Vaccari, com apresentação de sua Banda Escolar.

A partir de agora, todas as sextas-feiras, junto a Eco Feira de Imbé, das 7h às 13h, no Largo da Prefeitura, serão recolhidos os lixos eletrônico e também óleo de cozinha usado.

 

Publicado em Imbé
Pagina 1 de 5
Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Banneronplay
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br