Passeio público foi obstruído com pedras que serão instaladas no calçamento e a rua está tomada pela água

 

Os moradores da rua São Jerônimo, localizada no balneário de Oásis, em Tramandaí, estão ilhados desde terça-feira (7) , em razão de uma obra da Prefeitura, somada aos alagamentos do local, pois as ruas alagadas mesmo em dias secos demoram cerca de 15 dias para voltarem a ser transitáveis.

Há sete anos a rua São Jerônimo alaga toda vez que chove, de acordo com os moradores, desde que uma obra da Corsan foi realizada no local, para agravar a situação a Administração Municipal, através da Secretaria da Zona Sul iniciou uma obra para tapar os buracos da rua, que também são intensos, no entanto, todas as pedras que serão utilizadas para alinhar o calçamento foram depositadas no passeio público, sem conseguirem passar pelo meio da rua devido a quantidade de água, e com a calçada obstruída pelo poder público, os moradores não conseguem sair de casa.

“Eu pedi, eu implorei, expliquei toda a situação, disse para eles deixarem ao menos um pedacinho da calçada desocupado para gente poder passar, mas não, obstruíram tudo com pedras. Onde está o nosso direito de ir e vir?”

A moradora Maria Lúcia Duarte apresentou laudo médico do filho de 13 anos que consulta em Porto Alegre, precisa fazer nebulização e usa bombinha. Para ele, molhar os pés é certeza de agravamento do seu caso clínico, sem conseguir utilizar o passeio público e sem condições médicas de inundar os pés na água, o garoto se obriga a ficar em casa, e por isso, já faz cinco dias que não vai à aula. “Ele já perdeu prova, perdeu conteúdo, mas o que eu posso fazer? Não vou arriscar a saúde do meu filho por um erro da Prefeitura”, diz a mãe.

Maria Lúcia afirma ainda que já reclamou diversas vezes na Prefeitura e nada foi feito, “eu pedi, eu implorei, expliquei toda a situação, disse para eles deixarem ao menos um pedacinho da calçada desocupado para gente poder passar, mas não, obstruíram tudo com pedras. Onde está o nosso direito de ir e vir?”, questiona.

Noema de Souza e o marido Mario Souza também possuem sérios problemas de saúde, ela precisa fazer fisioterapia três vezes por semana no Centro de Tramandaí, devido a desgastes na coluna. Ele possui inclusive cartão de deficiente físico, pois perdeu o movimento dos dedos dos pés e tem oito pinos na coluna, sendo que já passou por quatro cirurgias, e como recomendação médica o morador deve realizar caminhadas diariamente, no entanto, não consegue sair de casa. “Para mim é ainda mais difícil passar, por causa da minha saúde, mas, mesmo a pessoa mais sadia não teria como andar naquela calçada sem escorregar nas pedras”, diz o morador.

Ainda de acordo com ele, há sete anos os alagamentos na rua acontecem sempre que chove e cerca de 30 reclamações já foram protocoladas pedindo conserto. “Além de não acabaram com os alagamentos ainda obstruem a calçada”, reclama Souza. Noema, ainda completa, “pagamos o IPTU sempre em dia, e não vemos os nossos impostos revertidos em melhorias. Pelo contrário, agora a Prefeitura está intervindo até no meu direito de ir no armazém”.

“Eu já desisti de sair de casa quando chove, tentei passar pelas pedras que a prefeitura deixou na calçada e tive que desistir porque escorreguei e quase cai um tombo feio, e na minha idade não tem como por os pés nessa água suja”.

A moradora Eva Vasconsellos, 69 anos, também tem muitas dificuldades de passar pelo local. “Eu já desisti de sair de casa quando chove, tentei passar pelas pedras que a prefeitura deixou na calçada e tive que desistir porque escorreguei e quase cai um tombo feio, e na minha idade não tem como por os pés nessa água suja. O jeito é ficar em casa”.

A equipe do Jornal Dimensão entrou em contato com o secretário da Zona Sul, Renildo Chagas da Fonseca, por telefone, e solicitou esclarecimentos sobre o fato, o mesmo estava ocupado e garantiu que entraria em contato mais tarde, no entanto, não se pronunciou até o fechamento dessa edição.

 

Com fotos Bruna

Publicado em Tramandaí

A administração Municipal de Tramandaí, através da Secretaria de Turismo e Desporto, informa que o funkeiro MC Gui será uma das atrações neste sábado às 21h na 26ª Festa Nacional do Peixe.

MC Gui começou a carreira profissional em 2012, com apenas 15 anos. Desde então, Gui se tornou um grande sucesso da internet. Ele já possui mais de 10 milhões de seguidores nas redes sociais e suas músicas como, por exemplo, “O bonde Passou”, “Sonhar” e “Beija ou não Beija”, já passaram das mais 200 milhões de visualizações.

Hoje, MC Gui já é considerado uma das principais revelações do funk, tornando-se um dos maiores ídolos teen do Brasil.

Para mais informações sobre as atrações da Festa Nacional do Peixe, que acontece até 19 de julho, ligue para o número da Secretaria Municipal de Turismo e Desporto (51)36843176 ou (51) 3685.9057.

Pontos de venda de ingressos

Vendas Online: www.eventicket.com.br

Lojas Benoit

Tramandaí: Av. Fernandes Bastos, 664- Centro- Fone: (51)36841075

Porto alegre: Av. Azenha, 1008- Bairro Azenha- Fone: (51)32194522

Av. Assis Brasil, 2522- Bairro Passo d’areia- Fone: (51)33371280

Osório: Rua Marechal Floriano, 1046- Centro- Fone: (51)36636003

Capão da Canoa: Av. Paraguassu, 2519-Centro- Fone: (51)36254988

Santo Antônio da Patrulha: Rua Francisco Jose Lopez, 45- Centro- Fone: (51)36621977

Gravataí: Rua Anapio Gomes, 1586- Centro- Fone: (51)34213094

Publicado em Tramandaí

 

 

A administração Municipal de Tramandaí, através da Secretaria de Turismo, informa que o músico se apresentará na sexta-feira (17), às 22h, na 26ª Festa Nacional do Peixe.

O músico David Marin Quinlan nasceu na Irlanda, mas foi no Brasil que conquistou reconhecimento pela sua música. Além de já ter sido ministro de louvor e diretor da missão do ministério “Uma Chamada Para as Nações”, hoje ele comanda um ministério independente: o Ministério “Paixão, Fogo e Gloria”. Atualmente, com mais de dez anos de estrada e sete discos gravados, David Quinlan já leva o seu Ministério em viagens e eventos ao redor do Brasil e do mundo.   

Para mais informações sobre as atrações da Festa Nacional do Peixe, que acontece de 26 de junho a 19 de julho, ligue para os números da Secretaria Municipal de Turismo e Desporto (51)36843176 ou (51) 36859057.

Pontos de venda de ingressos

Lojas Benoit

Tramandaí: Av. Fernandes Bastos, 664- Centro- Fone: (51)36841075

Porto alegre: Av. Azenha, 1008- Bairro Azenha- Fone: (51)32194522

Av. Assis Brasil, 2522- Bairro Passo d’areia- Fone: (51)33371280

Osório: Rua Marechal Floriano, 1046- Centro- Fone: (51)36636003

Capão da Canoa: Av. Paraguassu, 2519-Centro- Fone: (51)36254988

Santo Antônio da Patrulha: Rua Francisco Jose Lopez, 45- Centro- Fone: (51)36621977

Gravataí: Rua Anapio Gomes, 1586- Centro- Fone: (51)34213094

 

Publicado em Tramandaí

 

 

A administração Municipal de Tramandaí, através da Secretaria de Turismo e Desporto, informa que a banda de pagode Grupo do Bola será uma das atrações neste sábado (18), às 23h, na 26ª Festa Nacional do Peixe.

O grupo do Bola, formado por amigos do tempo de escola, começou na cidade de Gravataí. Mas foi no programa Superstar de 2014 da Rede Globo, no qual ficaram entre os 9 melhores, que o Grupo conseguiu reconhecimento nacional.

Depois do sucesso no Superstar e devido ao sua maneira irreverente de tocar samba, o Grupo do Bola já é atualmente uma das grandes revelações do samba nacional.

Para mais informações sobre as atrações da Festa Nacional do Peixe, que acontece até 19 de julho, ligue para o número da Secretaria Municipal de Turismo e Desporto (51)3684.3176 ou (51) 3685.9057.

Pontos de venda de ingressos

Vendas Online: www.eventicket.com.br

Lojas Benoit

Tramandaí: Av. Fernandes Bastos, 664- Centro- Fone: (51)36841075

Porto alegre: Av. Azenha, 1008- Bairro Azenha- Fone: (51)32194522

Av. Assis Brasil, 2522- Bairro Passo d’areia- Fone: (51)33371280

Osório: Rua Marechal Floriano, 1046- Centro- Fone: (51)36636003

Capão da Canoa: Av. Paraguassu, 2519-Centro- Fone: (51)36254988

Santo Antônio da Patrulha: Rua Francisco Jose Lopez, 45- Centro- Fone: (51)36621977

Gravataí: Rua Anapio Gomes, 1586- Centro- Fone: (51)34213094

Publicado em Tramandaí

Contran exige que todas as placas da cidade especifiquem o uso obrigatório do Cartão, ao motorista que está ocupando uma vaga de Idoso ou de Pessoas Portadoras de Deficiência

 

O Contran – Código de Trânsito Brasileiro prevê que todas as placas que identificam as vagas reservadas para idosos e pessoas portadoras de deficiência física, devem informar os motoristas à obrigatoriedade do Cartão, documento que adéqua a pessoa a ocupar a vaga. Em Tramandaí as placas começaram a ser modificadas conforme as regras do Contran este ano. Das 380 vagas na região Central do Município, 19 são destinadas aos idosos e 23 aos portadores de deficiência, e hoje, faltam cerca de 10 placas serem padronizadas.

Para que as pessoas se conscientizem e deixem de ocupar vagas destinadas a idosos e portadores de deficiência física, em 2014, o Contran passou a obrigar os Municípios a instalarem placas informando o uso obrigatório do Cartão, confeccionado na própria Prefeitura, tanto do Idoso quanto do portador de deficiência.

A medida agradou o morador José Alberto Ferreira, que mora em Tramandaí há 8 anos, ele acredita, inclusive, que todas as placas já deveriam estar modificadas, pois segundo ele, essa é uma forma de inibir o uso indevido das ‘vagas especiais’. “Muitas vezes quando vou estacionar tem alguém ocupando a minha vaga, e eu não sei se é realmente um idoso, pois no carro não há o cartão, e como a placa não obriga a pessoa a mostrar o cartão, eu não tenho como saber quem está naquela automóvel. Se todas as placas forem modificadas como diz a Lei vai facilitar a identificação daqueles que estão usando a vaga do Idoso ou do deficiente físico de forma indevida”, diz o morador.

Segundo o diretor do Departamento de Trânsito, Guto Machado, as placas estão sendo modificadas de forma gradual. “Dois fatores dificultaram e atrasaram a modificação das placas, primeiro foi o processo de licitação que é algo demorado e burocrático e depois as fábricas não estavam preparadas para esta demanda e tiveram que confeccionar as placas de acordo com as exigências, mas todos podem ficar tranquilos que o trabalho está sendo feito e no máximo até setembro todas as placas estarão como manda o Código de Trânsito”, garante Machado.

Ele informa ainda a região Central de Tramandaí, que envolve a Av. da Igreja, Av. Beira Mar, Emancipação e rua Vergueiros há hoje no Município 19 vagas para idosos e 23 pra pessoas portadoras de deficiência física, e ainda serão feitas este ano mais sete vagas para idosos e sete para cadeirantes. De acordo com o Código de Trânsito o Município deve reservar 2% do total das vagas para Idosos e 5% para pessoas portadoras de deficiência física. Tramandaí, hoje, reserva exatamente 2% das vagas para idosos e 7,6% para pessoas com deficiência, estando, por tanto, dentro das regras.

Lembrando que para fazer o Cartão do Idoso basta ir até a Prefeitura de Tramandaí munido de comprovante de residência e Carteira de Identidade ou Habilitação de segunda a sexta das 9h as 17h30. O documento vale em todo território nacional. Para fazer o Cartão da Pessoa Portadora de Deficiência, o procedimento é o mesmo, no entanto, é preciso apresentar ainda o laudo médico que comprove a dificuldade de locomoção.

 

Com fotos Bruna

Publicado em Tramandaí

 

A administração municipal, através da Secretaria de Obras, iniciou a implantação de uma rede de esgoto pluvial na Av. da Igreja no trecho entre a Av. Beira Mar e rua Almirante Tamandaré.

A rede terá 660 metros de comprimento e servirá para evitar alagamentos e desafogar as redes já existentes na Av. Fernando Amaral. O prazo de conclusão da obra é de 30 dias.

Publicado em Tramandaí

Problema persiste há mais de dez anos, e apesar das reclamações frequentes, nada foi feito para resolver o problema

 

A rua Bagé, esquina com a rua 21 de Abril, no balneário Mariluz, alaga toda vez que chove, o acúmulo de água no meio fio, demora até três dias para secar, o que atrapalha o direito de ir e vir dos moradores.

Sempre que chove, a rua Bagé fica alagada, e muitos idosos moram no local, e sempre que precisam sair ou aceitam molhar os pés, ou tentam pular as poças d’água, o que pode causar acidentes. Este é o caso da moradora, Marlene Antunes, 65 anos, que há 11 mora em Mariluz e convive com este problema. Ela é viúva, mora sozinha em casa, e encontra muitas dificuldades em sair da residência em dias chuvosos. “Qualquer chuvinha já está cheio de água, só saiu se preciso ir no médico mesmo, e sempre acabo molhando os meus pés nessa água podre, pois não consigo pular esse ‘rio’ para alcançar a rua”, diz.

De acordo com a moradora, diversas reclamações já foram feitas para Administração Municipal, e a resposta é sempre a mesma, “elas dizem que vão vir aqui, vão resolver, mas nada é feito”.

O que revolta e entristece os moradores, “me sinto humilhada porque na hora de pagar o imposto a cartinha chega em dia, mas quando precisamos que a Prefeitura faça algum reparo temos que esperar mais de dez anos”, desabafa.

A comunidade acredita que a solução para o problema seria a construção de uma boca de lobo no local, pois a água na rua não tem por onde escorrer, e por isso, acaba secando naturalmente.

De acordo com o subprefeito de Mariluz, Fernando Rocho, a água deveria escoar normalmente no local, até a boca de lobo, localizada entre a rua Bagé e a Av. Paraguassú. Segundo ele, dois fatores dificultam o escoamento da água, o acúmulo de lixo na rua, e o asfalto que não foi colocado de forma a prevenir alagamentos. O subprefeito garante que a boca de lobo não está entupida, e que assim que a Prefeitura adquirir asfalto irá deixar a rua plana, o que facilitará o escoamento da água.

 

Com fotos Bruna

Publicado em Imbé

 

Visitas são feitas pela equipe composta por médico, enfermeira, técnico em enfermagem e agentes comunitários de saúde

 

Iniciaram na semana passada as visitas domiciliares do programa Estratégia Saúde da Família (ESF), iniciativa do Governo Federal que está sendo aplicada pela primeira vez em Imbé.

Conforme a enfermeira responsável pela unidade de saúde do Bairro Nova Nordeste, Clair Dias de Castro, as visitas ocorrem todas as quintas-feiras durante todo o dia e tem como público alvo moradores acamados e que não tem condições de ir até o ESF. “Também fazemos avaliações de curativos nas pessoas que precisam e capacitamos os familiares para realizarem o procedimento necessário, dando assistência e ainda distribuímos material   informativo”, complementa Clair. As visitas são feitas pela equipe composta por médico, enfermeira, técnico em enfermagem e agentes comunitários de saúde.

Estes agentes são os responsáveis pelo trabalho de campo, que inclui o cadastro dos moradores do bairro. “É importante que a comunidade da região receba os agentes em suas casas e informe os dados solicitados, pois com o ESF o atendimento das pessoas do bairro ficará ainda melhor”, salienta o prefeito Pierre Emerim.

O ESF Nova Nordeste será inaugurado oficialmente nesta quinta-feira (16), a partir das 17h. A unidade foi ampliada e reformada para poder contar com o programa. Foram construídas duas salas de atendimento, uma sala de vacinação e a sala da recepção foi ampliada. A Unidade, que fica na Rua Maria Clara, 175, conta com atendimento de clínico, pediatra, ginecologista, geriatra, além da realização de exames preventivos, vacinas e nos próximos dias terá atendimento odontológico. Além disso, há reuniões com grupos específicos, com gestantes, diabéticos e hipertensos, saúde bucal, saúde do idoso, reeducação alimentar e atividades físicas.

O ESF inclui ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais frequentes. Na reforma e ampliação da unidade de saúde .

Publicado em Imbé
Sexta, 17 Julho 2015 13:36

Deputado Henrique Fontana visita Imbé

O deputado federal Henrique Fontana (PT) visitou Imbé na última sexta-feira (10). Ele esteve reunido no Gabinete do Prefeito Pierre Emerim e visitou obras do Governo Federal na cidade, como as novas escolas de Ensino Fundamental e também as obras da rede de esgoto pluvial que estão sendo executadas pela Corsan, através do PAC Saneamento. Fontana e Pierre têm trabalhado juntos para recuperar os royalties do petróleo suspensos em 2011. Também estão dedicados em viabilizar a Policlínica 24 Horas no município.

 

Publicado em Imbé

 

As turmas de 8º e 9º anos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Tiradentes trabalharam o projeto “Forrest Gump – Um olhar acerca da cultura norte-americana”, dentro da disciplina de História. O objetivo, conforme a professora Luciana Vargas é despertar a curiosidade dos alunos sobre o tema proposto e desenvolver sua percepção crítica.

Depois de assistirem o filme “O contador de Histórias”, protagonizado pelo ator Tom Hanks em 1994, os estudantes adentraram ao universo fantasio e ao mesmo tempo real do personagem que conta diferentes períodos da história dos Estados Unidos.

Com um olhar crítico sobre tudo o que acontece durante o filme, foram feitos debates e foram escolhidos personagens para representar períodos históricos significativos. Os alunos pesquisaram e organizaram um momento de interação e aprendizagem com o uso de fantasias que lembrem o tempo e os movimentos sociais que escolheram para representar.

O projeto foi finalizado no dia 10 de julho com apresentação no ginásio da Escola para apresentar de forma diferenciada suas pesquisas sobre a história dos Estados Unidos e de Forrest Gump.

Publicado em Imbé
Pagina 1 de 4
Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Banneronplay
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br