loader
Eu queria ser mais ?mulherzinha?

Eu queria ser mais ?mulherzinha?

Olá meus amores, e aí?! Tudo indo? Bem, se você está lendo está mesma pergunta ‘batida’ de toda semana já temos motivo pra comemorar! Aeeeeeeeeeeeeeeeeeeee! Eu porque estou viva e escrevendo e vocês porque está vivos e lendo. Resumindo, temos vida e isto é mais do que suficiente pra agradecermos a Deus. Dito isto, vamos falar sobre um assunto que me ‘volta e meia’ me intriga que é o fato de eu não ter paciência pra coisas ditas como sendo de mulherzinha, tipo; comprar panelas, enfeites pra casa e relativos à rotina doméstica. É verdade minha gente, não tenho paciência nem pra entrar em lojas e ficar escolhendo roupas pra mim! Imaginem se vou entrar em loja que vende panelas?! Confesso que gostaria de ser mais chegada neste mundo feminino que inclui cremes, maquilagem, guardanapos de pano para boca, jogos de lençol combinando, enfim. Às vezes penso que deveria ter nascido homem, tamanho o meu desinteresse por ‘coisas de mulher’ e que me fazem perder tempo. Estes dias mesmo estava comentando com uma amiga que NUNCA na minha vida fiz uma limpeza de pele!! Pasmem meninas, pois eu não dou bola pra coisas consideradas vitais para a maioria das mulheres deste Brasil varonil. Este negócio de passar creme hidratante em todo corpo, todo santo dia não é a minha praia. Digo isto porque tenho amigas que passam um tipo de creme para cada parte do corpo. Hein?! Tu ta louca! Cuido da pele do rosto e passo protetor solar e ta óóóóóótimo! Não que eu seja porca, pelamor gurias, não é isto. Eu sou uma mulher limpinha, asseada e cheirosa (Acqua Fresca direto) – tomo banho todos os dias, me depilo (com gilete/nada contra quem gosta de cera quente e de mata atlântica preservada, mas mantenho as áreas mais ‘reservadas’ com boa circulação de ar, etc. e tal. Só não tenho paciência pra cuidados que exijam mais tempo e delicadeza. Quando era adolescente vivia atirada e vestida de qualquer jeito, tanta era a falta de preocupação com a aparência de ‘menina’ que eu deveria ter. Não sei se era assim porque fui criada com dois irmãos homens, sempre tive uma cabeça meio masculinizada e até meu jeito de ser era meio ‘meninão’. O fato é que me transformei neste ser não muito paciente para as coisas do universo feminino... Não que isto faça diferença na vida de quem me cerca (além do Rojo, obviamente), mas também não tenho paciência para DRs (discutir relação) e coisas do tipo, pois sempre acho que tem assunto mais importante e pertinente para tratar. Sei que parece meio assustador uma mulher dizer tudo isto, mas sinceramente, não curto mi mi mi e também não gosto de fazer tortas de bolacha e comprar enfeites pra cozinha com motivo de vaquinhas. Afffffffffffffffffff. Pode acontecer de vocês me verem pintando os muros La de casa, mas nunca me verão enfeitando a grama com anões de gesso, porque sou prática demais pra perder tempo com coisas que não considero muuuuito importantes. Ah, outra coisa, também não sou romântica como gostaria de ser – prefiro ganhar um perfume Acqua Fresca do que ganhar flores, pois as flores vão murchar em uma semana e o perfume (de 200ml) dura pelo menos uns 20 dias! Ou seja, eu definitivamente não sou ‘mulherzinha’, mesmo achando isto bem legal quando vejo acontecer na vida das amigas. Depois deste relato meio ‘sem noção’, pois estou na TPM, afirmo pra vocês mulheres, foi este meu jeito ‘prático’ e pouco romântico de enfrentar a vida que me deu forças pra passar por provações difíceis nesta vida. Acredito sinceramente, que me poupei de muito sofrimento sendo assim, meio ‘cavala’. Enfim, por hoje era isto e fica a dica – seja você mesma (mulherzinha ou não) porque quem te ama vai te aceitar do jeitinho que você é. Bjks, sorrisão no rosto, força na peruca e vamu que vamu, porque carro parado não pega carreto.